Resenha do Filme: "A Teoria de Tudo"

24 de fevereiro de 2015



Sinopse 

Filme que conta a história de vida do físico Stephen Hawking. Focado em sua vida, o filme mostra o romance com uma aluna de Cambridge, suas descobertas científicas e também o desaofio de conviver com uma doença degenerativa aos vinte e um anos de idade.

Elenco e Outras Informações 

Eddie Radmayne, Felicity Jones, Charlie Cox
Dirigido por James Marsh
123 min
Drama

Trailer 




Resenha

Concorrendo ao Oscar 2015 nas indicações Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Trilha Sonora Original, e sendo premiado apenas na categoria Melhor ator, sem dúvidas, A Teoria de Tudo entrou na lista dos filmes que mais me marcaram. 

Longe de ser um filme chato com todas aquelas loucuras de equações e teóricas físicas, o longa traz uma verdadeira lição de vida sobre um homem que com sua inteligência e apesar de todas suas dificuldades, mostrou ao mundo que não há limites para o conhecimento. O filme foi baseado no livro de mesmo nome escrito por Jane Wild, primeira esposa de Stephen Hawking. 

Com 21 anos, Stephen Hawking, um brilhante astrofísico da universidade de Cambridge, tem como objetivo achar a equação que soluciona o tempo e dá a nós a resposta de como o universo começou - nesse caso, vale lembrar que em geral, físicos são ateus. Hawking se destaca também por ser o primeiro entre os dez alunos de sua turma. Conhece durante uma festa da universidade a estudante de artes Jane Wild, com quem passa a ter um relacionamento. Tudo vai bem até que por uma queda, Stephen acaba se tornando portador da Doença do Neurônio Motor, uma doença degenerativa que aos poucos, vai paralisando o corpo. Stephen recebe também, junto com a doença, a notícia de que só terá dois anos de vida, Abalado, o cientista resolve, de inicio, se entregar e não fazer mais nada, se afastando dos amigos e de Jane, que inconformada, vai atrás dele e juntos, constroem uma família e lutam lado a lado os desafios de conviver com a doença.

É interessante notar também que, ao ser diagnosticado, Stephen pergunta sobre a condição em que seu cérebro ficará. A resposta? Melhor impossivel. O cérebro será a única parte que não vai ser afetda pela doença. Mesmo com todas as limitações, Stephen não desiste de achar a equação do tempo, sendo essa a sua tese de PHD, que mais tarde, ele mesmo irá rebate-la. Outros fatores que também aparecem no filme é a separção de Jane Stephen e como os dois, apesar de tudo, se dão bem.

O mais feliz de tudo é saber que hoje, com 73 anos, Stephen Hawking continua seus estudos na área de astrofísica e lançando vários livros, como o Best Seller Uma Breve História do Tempo, onde expõe todos seus estudos sobre a equação que ele tanto busca/buscava a resposta.

Toda a montagem do filme vale as indicações na qual concorreu ao Oscar 2015. Também não seja por menos. Para interpretar os personagens, os atores Eddie Radmayne (Hawking) e Felicity Jones (Jane) conviveram durante com os verdaderios Stephen e Jane. Eddie Radmayne teve sua atuação e vitória no Oscar 2015 parabenizada pelo astrofísico na própria pagina do gênio no facebook. Hawking escreveu: "Parabéns a Eddie Redmayne por ter ganho um Oscar por me interpretar no filme 'A teoria de tudo'. Muito bem Eddie. Estou muito orgulhoso de você"  Hawking ainda conta que muitas vezes chegou a pensar que era ele próprio que estava atuando.

Concordo com tudo o que foi dito pelo Stephen. Só quem assistiu pode entender o que estou falando. Deixo aqui portanto a minha dica para que você corra ao cinema mais próximo e confira essa grande obra chamada A Teoria de Tudo. 

0 comentários:

Postar um comentário







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!